Incrível Club palco do "JAZZ nos Capuchos 2009"

 

4 de Junho, quinta, às 23h45
“L.A. Jumping Pulgas”

Lars Arens – trombone, eufónio, composição
Mário Delgado – guitarra
Bernardo Moreira – contrabaixo
Bruno Pedroso – bateria

No repertório deste grupo luso-alemão, abandona-se o conceito musical do jazz tradicional, em que um tema é composto pela melodia que se faz acompanhar por uma estrutura harmónica seja funcional ou modal, que a seguir serve também como forma para os improvisos.
Ao contrário de outros pequenos grupos de jazz convencionais, na música deste quarteto é a composição e o arranjo escrito que ganham mais espaço, sendo elementos preponderantes nos temas, exclusivamente originais – sem todavia restringir as várias partes do improviso.

 L.A. Jumping Pulgas

5 de Junho, sexta, às 23h45
“Daniel Levin Quartet”

Nate Wooley – trompete
Daniel Levin – violoncelo
Mat Moran – vibrafone
Peter Bitenc – contrabaixo

Com carácter de câmara (sem bateria, o que lhe dá maior liberdade ao nível da gestão dos tempos, dos espaços e das dinâmicas) e vocação improvisacional, o Daniel Levin Quartet alia as configurações do jazz com as perspectivas que nos chegam da música erudita desde Anton Webern. A esse molde adiciona ainda uma sólida aplicação das técnicas extensivas de exploração dos instrumentos em presença, ampliando assim as possibilidades da música que pratica.

O curioso é que as partituras-base do quarteto são escritas pelo violoncelista Daniel Levin tendo a voz como referência e não o seu cordofone, o que em muito contribui para a dimensão humana e orgânica do projecto.

E bem servido este está: nos EUA, Levin conta apenas com a concorrência de Fred Lonberg-Holm, Erik Friedlander e Tomas Ulrich nos domínios da improvisação, Nate Wooley impôs-se como um inovador radical do trompete, Matt Moran é conhecido por ter expandido a paleta sonora do vibrafone de forma muito pessoal e Peter Bitenc é o exemplo acabado do contrabaixista que atravessa fronteiras de estilo e idioma. Com tal junção de cabeças e talentos o inevitável, decerto, acontecerá: um grande concerto. 

jazz-nos-capuchos_2009


Local

Incrível Club (antigo Cine-Teatro da Incrível Almadense)
Rua Capitão Leitão nº1, Almada Velha
21 274 2900 | 96 619 0298 | 96 465 2828
piajio.info@gmail.com 

Mais Informação: www.jazznoscapuchos.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

5 × 4 =